segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Mercedes-Benz investirá R$ 2,4 bi


Divulgação          Fábrica em São Bernardo do Campo será modernizada

Nelson Tucci

A Mercedes-Benz do Brasil anunciou investimentos de R$ 2,4 bilhões no País, para o período de cinco anos, entre 2018 e 2022. O montante será destinado à continuidade da modernização das fábricas de caminhões e chassis de ônibus de São Bernardo do Campo (SP) e Juiz de Fora (MG), seguindo o conceito de Indústria 4.0 e tornando as plantas brasileiras ainda mais competitivas e referências no mundo. O valor inclui também a melhoria contínua dos veículos comerciais da marca e o desenvolvimento de novos produtos e de tecnologias em serviços e conectividade.
“Este novo aporte tem como principal objetivo preparar a empresa para atender às demandas futuras dos clientes, garantindo rentabilidade aos seus negócios, seja por meio de produtos atualizados à realidade do transporte, de fábricas totalmente modernizadas e mais competitivas, como também através de novas tecnologias de serviços e de conectividade de última geração”, disse, na semana passada, Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.
“Atualmente estão sendo aplicados R$ 730 milhões até 2018 com foco na modernização das duas fábricas, sendo R$ 500 milhões em São Bernardo do Campo e R$ 230 na planta de Juiz de Fora. Antes de concluir esse ciclo atual, a Mercedes-Benz se antecipa e já anuncia esse novo aporte, como forma de acompanhar as tendências do transporte e as solicitações dos clientes nos próximos anos”, completou Schiemer.

Divulgação     Ônibus e chassis urbanos para o transporte público do Equador

EXPORTAÇÃO – A Mercedes-Benz participa da renovação de frota no Equador com 308 ônibus exportados neste ano. Os veículos serão entregues até o final do ano aos empresários equatorianos. Desse total, 237 são chassis urbanos que irão realizar o transporte público nas cidades Guayaquil e Cuenca, além de a capital Quito. Só na capital são transportadas diariamente cerca de 700 mil pessoas em rotas urbanas. Os outros 71 modelos rodoviários negociados serão destinados para viagens turísticas no território equatoriano.
Das 308 unidades comercializadas, 170 já seguiram para o Equador entre janeiro e setembro deste ano, sendo 137 modelos urbanos e 33 rodoviários. A Mercedes-Benz do Brasil exporta seus veículos comerciais para 60 países de vários continentes. As exportações da empresa cresceram 26% no acumulado do ano, entre janeiro e setembro, considerando caminhões e ônibus. Foram exportados 11.157 veículos, enquanto no mesmo período do ano passado o volume atingido foi de 8.860 unidades.

Divulgação         Cargo Connect: caminhão com avançadas tecnologias

AUTÔNOMO – A Ford realizou ontem, em São Paulo, a coletiva de imprensa na Fenatran 2017 (que abre hoje, 16, para o público e vai até sexta-feira) para apresentar o Cargo Connect, um caminhão com avançadas tecnologias semiautônomas e de conectividade. Objetivando atender dois fatores importantes no transporte – a segurança veicular e a produtividade –, esse veículo foi mostrado como um lançamento previsto para os próximos anos e aponta a tendência de uso de recursos tecnológicos já conhecidos em automóveis para as funções de veículos de carga.
A Fenatran é reconhecida como a maior exposição de veículos do setor de transporte de carga da América do Sul. Nesta mostra, que recebe milhares de visitantes de toda a América Latina, a Ford Caminhões demonstra a sua linha completa, com ênfase em modelos vocacionais para diferentes tipos de aplicação, nas áreas de transporte de bebidas, coleta de resíduos, construção civil, ambulância e resgate, entre outros das famílias Cargo e Série F.
O Cargo Connect é um caminhão equipado com tecnologias de sensores, câmeras, radar e outros recursos que trazem um novo nível de produtividade, controle, segurança e conectividade para o motorista e o gerenciamento da frota. Entre as inovações aparecem sistema autônomo de frenagem, alerta de ponto cego, alerta de permanência em faixa, piloto automático adaptativo, alerta de fadiga e monitoramento de 360 graus do caminhão com câmeras conectadas a uma central de operações.

ETANOL – A utilização do etanol apenas nas frotas de veículos (caminhões, carros, tratores etc.) das usinas sucroalcooleiras brasileiras poderá evitar que cerca de 3 milhões de litros de diesel sejam usados a cada ano pela agroindústria. As vantagens seriam a economia para as usinas de cana-de-açúcar, já que passariam a utilizar o combustível que elas próprias produzem, e a redução significativa dos impactos ambientais, inclusive da poluição do ar, provocados pelo diesel.
O tema estará em debate no IV Seminário Sobre Etanol Eficiente, que será realizado no Tech Center Mahle (Rodovia Anhanguera, sentido interior-capital, km 49,7), no dia 25 deste mês, das 8h30 às 17 horas. O evento é organizado pelo Instituto Nacional de Eficiência Energética (INEE). As discussões são do interesse da agroindústria da cana, dos fabricantes de automóveis, dos investidores institucionais, das agências reguladoras, licenciadoras e financiadoras dos governos federal, estadual e municipal relacionadas aos temas de energia e meio ambiente e dos centros de ensino e pesquisa. O evento é patrocinado pela Mahle e pela Copersucar e conta com o apoio da Sociedade dos Engenheiros Automotivos.
O Seminário sobre Etanol Eficiente também propõe a avaliação das questões tecnológicas, das principais barreiras e das perspectivas de uso do Certificado de Redução de Emissões (CRE) a ser criado pelo programa RenovaBio. As inscrições podem ser feitas no site www.inee.org.br

JATOS – A Embraer entregou 25 jatos para o mercado de aviação comercial e 20 unidades para o segmento de aviação executiva ao longo do terceiro trimestre de 2017, sendo 13 jatos leves e sete grandes. Em 30 de setembro, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava US$ 18,8 bilhões, superando os US$ 18,5 bilhões do trimestre anterior.
Os principais destaques do período foram os anúncios de vendas para a SkyWest, que representam uma encomenda total de 45 novos aviões e estão incluídos na carteira de pedidos da Embraer do terceiro trimestre de 2017. Em setembro, foi anunciada uma encomenda para 25 E-Jets, com valor de US$ 1,1 bilhão, com base nos atuais preços de lista. Todas as aeronaves estão programadas para ser entregues em 2018.

Divulgação                     HB20: 790 mil unidades comercializadas

COMEMORA – A Hyundai comemorou, na última semana, os cinco anos do início das vendas do HB20 no Brasil. Na ocasião do lançamento, em 2012, os concessionários da marca em todo o País recebiam seus primeiros clientes interessados no modelo que viria a se tornar o segundo automóvel mais vendido do Brasil. Atualmente, o compacto, desenvolvido especialmente para o mercado nacional, já ultrapassou a marca de 790 mil unidades comercializadas.
“O HB20 transformou o segmento de modelos compactos no Brasil quando introduziu uma nova proposta de qualidade, design, garantia e conforto muito acima da concorrência. O sucesso foi coroado pela ótima recepção do consumidor brasileiro, levando a marca a se posicionar entre as líderes nacionais”, diz Cassio Pagliarini, diretor de Marketing da Hyundai Motor Brasil.

Divulgação     Novas empilhadeiras: capacidade de carga entre 10 e 18 toneladas

PRODUTO – As fabricantes de empilhadeiras Linde Material Handling e Still, do Grupo Kion, vão apresentar seus novos produtos na Movimat 2017. Os destaques das duas marcas são a nova linha de empilhadeiras a diesel HT100Ds a HT180Ds, da Linde, que reduz custos com manutenção; e a empilhadeira elétrica de contrapeso RX 20-20, da Still, com bateria lithium-Ion, que tem vida útil duas vezes maior do que as de chumbo-ácido, de acordo com o fabricante.
As novas empilhadeiras a diesel HT100Ds a HT180Ds possuem transmissão powershift, com capacidade de carga entre 10 e 18 toneladas, apresentando-se como alternativa ao conceito de transmissão hidrostática.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Mais produção e emplacamentos

Divulgação                 Anfavea: entidade anuncia crescimento de 27%

Nelson Tucci

A produção brasileira de autoveículos manteve ritmo ascendente em setembro último. Somados os nove primeiros meses do ano, registra-se 27% de crescimento. Foi 1,99 milhão de unidades em 2017 contra 1,57 milhão no mesmo período de 2016. Os dados são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgados na última quinta-feira.
Apenas em setembro saíram das linhas de montagem 237 mil veículos, com alta de 39,1% sobre igual período de 2016. O desempenho das exportações tem impactado diretamente o resultado da produção. Em setembro saíram do País 60,1 mil unidades, um acréscimo de 52,2% ante as 39,5 mil de igual período do ano passado.
Para Rogelio Golfarb, 1º vice-presidente da Anfavea, “o mês de setembro reforça nossa visão que o período de contração acabou e entramos em tempos de recuperação. Porém, é necessário cautela quanto à magnitude deste crescimento”.

Divulgação           Fenabrave contabiliza número diferente da Anfavea

VENDAS – Entre a produção e as vendas existe um “delay”. Assim, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), entidade que representa mais de 7,4 mil concessionárias no Brasil, contabiliza número ainda diferente da Anfavea.
Segundo a Fenabrave, que divulgou seus números também na semana que passou, as vendas de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) apresentaram crescimento de 14,89%.
Se comparados os dois últimos meses, há registro de queda de 9,55% entre setembro (276.126 unidades) e agosto (305.264 unidades).

Divulgação         Vencedores do Talento Design 2017: Raphael Crespo dos Santos, Lucas Takeshi Toguchi, Kelvin Borges Mendonça e Gustavo Munhoz de Oliveira

TALENTOS – A Volkswagen anunciou os quatro vencedores da 19ª edição do concurso “Talento Design”, voltado a estudantes de desenho industrial. Os três vencedores da categoria Shape Design foram Lucas Takeshi Toguchi, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, com o projeto “Volkswagen Dome”; Gustavo Munhoz de Oliveira, do Instituto Europeo di Design (IED), com o projeto “Volkswagen Kairó”; e Raphael Crespo dos Santos, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com o projeto “Avenir”. Na categoria Color&Trim, o vencedor foi Kelvin Borges Mendonça, Universidade Estadual Paulista (Unesp), com o projeto “Volkswagen Vivá”.
O tema da 19ª edição do evento foi “Visões do Amanhã”, que desafiou os candidatos a imaginar como será um novo modelo Volkswagen que valorize a conexão do homem com a natureza e com a tecnologia em um futuro próximo.
O “Talento Design” tem duas modalidades: Shape Design e Color&Trim. Os autores dos três melhores trabalhos inscritos na primeira categoria e o melhor classificado da segunda ganham a oportunidade de estagiar por um ano no departamento de Design da Volkswagen em São Bernardo do Campo (SP), vivenciando e participando do dia a dia dos profissionais que desenvolvem os automóveis da marca. O estágio é remunerado.
Todos também ganharam como prêmio um equipamento Wacom Intuos Pro, uma mesa digitalizadora própria para o uso do trabalho de um designer.

Divulgação     Ação da Hyundai faz parte da campanha “Amigos do Cristo”

CRISTO – A Hyundai do Brasil vai doar parte da renda das vendas dos veículos HB20 e Creta, realizadas neste outubro, para o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. A ação acontece no mês de aniversário do monumento, que completa 86 anos, e coincide com a comemoração de cinco anos de vendas do HB20. O valor será revertido em ações sociais em benefício de comunidades carentes apoiadas pela campanha “Amigos do Cristo Redentor”, idealizado pela Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro, que tem a missão de disseminar a cultura, o amor ao próximo e a esperança. Parte da arrecadação será direcionada também a benfeitorias necessárias para a conservação da área de visitação, no platô onde a estátua está localizada.
"Diante de uma sociedade em busca de paz e, ao mesmo tempo, marcada por tantas carências, o Cristo Redentor encontra na parceria com a Hyundai um envolvimento que humaniza e se concretiza desde o zelo pelo monumento e o cuidado com os visitantes até a atenção a pessoas em estado de vulnerabilidades e múltiplas deficiências. Reafirmo minha gratidão e admiração pela marca", diz Padre Omar, reitor do Santuário Cristo Redentor.
Uma das sete maravilhas do mundo moderno, que recebe anualmente cerca de três milhões de pessoas, o Cristo Redentor tem o patrocínio da Hyundai desde julho de 2015, quando a montadora levou para o alto do Corcovado internet sem fio gratuita, disponível a todos os visitantes. “Levamos conectividade aos visitantes e, agora, contribuímos para a transformação das comunidades carentes que contam com o apoio da arquidiocese”, afirma Cassio Pagliarini, diretor de Marketing da Hyundai Motor Brasil.

Divulgação     Marquardt: crescimento de 20% de vendas no país

COMANDO – A Porsche Brasil tem novo diretor-presidente. É Andreas Marquardt, que veio dar continuidade à operação no país. Seu antecessor Matthias Brück, que implementou a subsidiária da Porsche no Brasil, assume novos desafios no Grupo Volkswagen, “deixando um positivo legado a marca no país”, informa a Porsche.
Formado em administração, Marquardt é alemão e chega à Porsche Brasil após trabalhar por alguns anos na Porsche AG, na Alemanha, onde era líder em Serviços de Mobilidade e novos conceitos de Mobilidade.
Desde a chegada da Porsche ao Brasil como subsidiária, em julho de 2015, a marca cresceu, fortaleceu o relacionamento com clientes, concessionários, imprensa, colecionadores e entusiastas, além de ampliar em 50% o número de concessionárias no país.
O ano de 2017 mostra-se positivo para a subsidiária, registrando aumento de 20% nas vendas, com 755 veículos entregues aos clientes e apaixonadas pelos esportivos.

Divulgação      GM: produção de elétricos é uma das prioridades da marca

ELÉTRICOS – A General Motors anunciou, na semana que passou, como executa seus passos rumo a “um mundo com zero acidentes, zero emissões e zero congestionamento”, anunciados recentemente pela presidente e CEO, Mary Barra.
"A General Motors acredita em um futuro totalmente elétrico", disse Mark Reuss, vice-presidente executivo de Desenvolvimento de Produto, Compras e Cadeia de Fornecedores: "Embora esse futuro não aconteça imediatamente, a GM está empenhada em promover um maior uso e aceitação de veículos elétricos através de soluções que atendam às necessidades de nossos clientes".
Nos próximos 18 meses, a GM apresentará dois novos veículos totalmente elétricos baseados no aprendizado com o Chevrolet Bolt EV. Eles serão os primeiros de pelo menos 20 novos veículos totalmente elétricos que serão lançados até 2023. A companhia também apresentou o Surus (Silent Utility Rover Universal Superstructure), veículo-conceito com quatro rodas e movido a célula de combustível em uma carroceria de caminhão pesado, conduzido por dois motores elétricos. Com sua capacidade e arquitetura flexível, o Surus poderia ser usado como um veículo de entrega, caminhão ou mesmo uma ambulância – tudo com zero emissão.

SINERGIA – A General Motors anunciou, também, planos para combinar a liderança de suas regiões Internacional e América do Sul, a partir de 1° de janeiro de 2018, com Barry Engle, que hoje ocupa a posição de vice-presidente executivo da GM e presidente da GM América do Sul.
Engle assumirá a liderança da GM Internacional com a aposentadoria de Stefan Jacoby, no final deste ano. Jacoby, vice-presidente executivo da GM e presidente da GM Internacional, liderou a região desde agosto de 2013.
Engle está na GM desde setembro de 2015. Ele é bacharel em Economia, pela Universidade de Brigham Young, e tem mestrado em Administração de Negócios pela Wharton School da Universidade da Pennsylvania.

CAFÉ – O grupo alemão Melitta, companhia especialista em café, anunciou, ao final da semana passada, a construção de nova fábrica em Varginha, no Sul de Minas Gerais. A quarta unidade fabril no país tem como principal objetivo crescer e fortalecer a participação das marcas do Grupo Melitta no mercado mineiro, mantendo a estratégia da empresa de expandir sua presença nos lares brasileiros.
A estimativa é que a nova fábrica entre em operação no segundo semestre de 2018, com foco na produção das marcas de café torrado e moído. “A nova estrutura faz parte do plano de crescimento da companhia, que visa conquistar cada vez mais consumidores no Brasil, oferecendo cafés, filtros e acessórios para o preparo de café com qualidade”, destaca Marcelo Barbieri, presidente da Melitta para a América do Sul.
Varginha atenderá a demanda dos consumidores locais e de outras regiões do Brasil: “A nova unidade contará com investimento inicial acima de R$ 8 milhões de reais e será instalada em terreno de 26 mil metros quadrados, somando 3.800 m2 de área construída. Ela foi dimensionada para atender ao crescimento do mercado e das marcas do grupo. Nossa expectativa é gerar faturamento próximo a 200 milhões de reais nos próximos quatro anos a partir desta unidade”.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Festival de lançamentos no país

Divulgação         Montadoras agitadas: momento de passar a 2ª marcha...

Nelson Tucci

A semana que passou foi prodigiosa no lançamento de vários modelos e anúncios de outros tantos para o começo de 2018, com reposicionamentos de marcas. Uma movimentação simultânea de todo o setor não pode ser mera coincidência. Mais que isso, deve ser um razoável termômetro de que o Brasil está retomando a atividade econômica – como já demonstram outros indicadores – e, agora, enquanto as turbinas se aquecem, já pode ser o momento de pensarmos em passar a 2ª marcha.

Divulgação                      Nova linha exigiu investimentos de R$ 1 bi

YARIS – A Toyota vai fabricar as versões hatchback e sedã do compacto Yaris, na unidade de Sorocaba (SP). Isto é fruto do anunciado investimento de R$ 1 bilhão. De acordo com a marca, os modelos só chegarão ao mercado no final do próximo ano. O novo modelo terá 4,43 m de comprimento, 1,73 m de largura e 2,55 m entre eixos, dimensões que o colocam entre os atuais Etios e o veterano Corolla.
Ele vem pra brigar em uma faixa de mercado que tem entre os concorrentes o Ford Fiesta Sedan, o Honda City e o novo sedã Fiat Argo, a ser produzido na Argentina, além do Volkswagen Virtus, que deverá ser anunciado no primeiro trimestre de 2018.

Divulgação   Volkswagen coloca o Novo Polo como referência de uma nova era

POLO – A Volkswagen anuncia uma nova era no Brasil. A empresa está se reposicionando e prepara o lançamento de novidades, desenvolvidas “com foco total no cliente”. E o embaixador da marca para inaugurar essa fase é o Novo Polo, que vai revolucionar o segmento de compactos premium no País.
De acordo com a montadora, o Novo Polo representa um novo conceito de automóvel no mercado brasileiro. “Mais espaço interno, motores eficientes e de alto desempenho, altos níveis de segurança, muita conectividade, avançados recursos de tecnologia e conforto de veículos superiores. Isso tudo graças à Estratégia Modular MQB da Volkswagen, o conceito mais moderno para o desenvolvimento e produção de veículos no mundo”, diz a assessoria.
Para implementar a Estratégia Modular MQB na Fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), a Volkswagen investiu R$ 2,6 bilhões. A Estratégia Modular MQB vai dar origem inicialmente a quatro modelos completamente novos, que serão comercializados no mercado latino-americano nos próximos anos.
O Novo Polo será lançado no Brasil de forma praticamente simultânea com a Alemanha, em novembro, com três opções de motores e duas de transmissão. São quatro versões: Polo, Polo MSI, Polo Comfortline 200 TSI e Polo Highline 200 TSI. O modelo tem garantia total de três anos, sem limite de quilometragem.

Divulgação               Peugeot Expert: capacidade de carga de 1.500 Kg

UTILITÁRIO – Como parte da estratégia da Peugeot para acelerar o crescimento no mercado nacional, a marca lança no Brasil uma nova geração de veículo utilitário para aumentar a sua gama e tentar alçar o status de referência no segmento.
É o Peugeot Expert chegando ao mercado com o valor de lançamento a partir de R$ 79.990. Projeto em linha com o modelo europeu, o utilitário utilizada a plataforma EMP2, adaptada do SUV 3008, aliando resistência, força e conforto ao furgão.
Inicialmente será comercializado no Brasil com dois modelos: a Expert Business 1.6 e a Expert Business Pack 1.6 e duas cores: Cinza Aluminium e Branco Branquise. A capacidade de carga útil é de 1.500 kg e volume de até 6,6 m³. O furgão tem 5,30 m de comprimento, sendo concebido para o transporte em trechos urbanos e capaz de acessar estacionamentos, docas e qualquer tipo de local de carga e descarga com até 1,94 m de altura máxima.

HYUNDAI – A Hyundai Motor Company manteve sua posição entre as 40 principais marcas globais pelo terceiro ano consecutivo, de acordo com pesquisa divulgada pela Interbrand, consultoria global especializada em marcas. A montadora sul-coreana repete a posição de 2016, como a 35ª marca mais valiosa do mundo, tendo seu valor de marca avaliado em US$ 13,2 bilhões, o que represente um crescimento de 5,1%.
“A Hyundai Motor deseja ser reconhecida como uma marca de estilo de vida, muito além de simplesmente um fabricante de automóveis. Estamos construindo essa percepção ao explorar novos espaços relacionados ao automóvel, possibilitando às pessoas a experiência com nossa marca nos mais diversos momentos do dia a dia”, disse Wonhong Cho, diretor de Marketing Global: "Nossa filosofia de marca e nossa estratégia para o futuro da mobilidade têm contribuído para o aumento de valor de marca e a criatividade e capacidade de inovação da Hyundai, unidas a atributos como qualidade, tecnologia e preço competitivo, vão nos conduzir ao crescimento sustentável de nossa marca no futuro”.
Em 2016 a marca vendeu 4,86 milhões de veículos em todo o mundo e mantém a sexta posição no ranking global de valor de marcas automotivas. Isso reflete um período de crescimento para o fabricante de automóveis da Coreia do Sul, que tem registrado aumento no valor da marca desde 2005, passando de US$ 3,5 bilhões para atuais US$ 13,2 bilhões.

Douglas de Souza Melo        Companhia vendeu 203 ônibus para a cidade do Panamá

PANAMÁ – A Marcopolo, em parceria com a Volvo, inicia a entrega das primeiras unidades do contrato de fornecimento de 203 ônibus do modelo Torino Low Entry para o sistema de transporte coletivo urbano da cidade do Panamá, na América Central. A aquisição foi realizada pela MiBus, operadora de transporte do país.
“Os novos ônibus irão contribuir para a contínua melhora do trânsito da região metropolitana e proporcionar mais conforto e agilidade para os passageiros. Com a aquisição e o nível de modernização dos veículos, a MiBus irá oferecer um serviço diferenciado para os seus clientes”, destaca Rodrigo Pikussa, gerente de Negócios Internacionais da Região Américas, da Marcopolo.
O Torino Low Entry tem concepção robusta, elevada confiabilidade e relação custo/benefício, atributos reconhecidos pelos empresários do setor de transporte urbano de passageiros. Atende a todas as exigências dos sistemas de transporte existentes no Panamá e possui piso baixo, o que facilita o acesso para os passageiros, sem a necessidade de elevador, e proporciona maior velocidade nas operações de embarque e desembarque, inclusive de passageiros com mobilidade reduzida e cadeirantes.

Divulgação                       Porsche vai ganhando mercado no Brasil

RIO – A Porsche Brasil realizou cerimônia para oficializar as novas instalações da concessionária localizada na cidade do Rio de Janeiro.
O novo endereço, na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, agora é também mais moderno, contando com 1.345 m² de área construída. A capacidade do showroom passa a ser de sete automóveis e a oficina terá capacidade inicial de 150 carros por mês. A operação continua a ser da Stuttgart Veículos.
"O Rio de Janeiro é uma praça de extrema relevância para a Porsche e ter essa reestruturação e investimento de nosso dealer mostra o grande interesse em comercializar carros apaixonantes para os clientes da cidade maravilhosa. A concessionária ficou mais moderna, ampla e com o design marcante, além de estar alinhada com todos os Porsche Centers globalmente", comenta Andreas Marquardt, diretor-presidente da Porsche Brasil.

Divulgação            Fernando: bases para um novo tempo

ARTIGO
Brasil à venda
Por Fernando Pinho (*)

Pressionada por um déficit fiscal sem precedentes, onde já se gasta toda a Receita Líquida para quitar despesas obrigatórias, uma Dívida Pública explosivamente crescente (79,4% do PIB) e um descalabro moral que nos coloca como o país mais corrupto do mundo, a equipe econômica tenta sanear o que sobrou das Finanças Públicas, o pós-Dilma. Toda essa devastação, que continua causando um clima de desesperança em grande parte dos brasileiros, está também criando as bases para um novo tempo, com mais alento.
Já é perceptível, ainda que tênue, a melhora em alguns indicadores socioeconômicos, como o nível de emprego na construção civil e no setor automobilístico, dois vetores importantes para a alavancagem do consumo e da arrecadação tributária. Há um número grande de operações de compra, venda e fusões/aquisições entre empresas privadas, notadamente pelo capital chinês, que em 2016 esteve presente em 35% dos negócios efetuados. Atualmente o capital privado chinês negocia a compra de uma seguradora brasileira e uma importante corretora de valores. A Eldorado Celulose (do grupo JBS), está sendo vendida para uma gigante de capital indonésio.
Em recente viagem ao exterior, Temer aproveitou para divulgar um amplo projeto de concessões e privatizações, que não poderiam ser absorvidas pelo capital nacional, em função da fragilidade financeira dessas empresas. Existe um dado altamente propício ao Brasil, que poderia dinamizar a retomada da economia brasileira.
Segundo dados oficiais recentemente publicados, há no mundo, atualmente, algo como US$ 40 trilhões investidos em títulos públicos de diversos países, onde 25% (US$ 10 trilhões) estão sendo remunerados a taxas de juros próximas de zero. Levando-se em consideração que há 159 estatais federais no Brasil, muitas delas com sérios problemas de gestão, já traria um grande alívio às Finanças Públicas, sem contar um número incalculável de estatais mal administradas no âmbito dos municípios. Esse processo seria também um forte alavancador do crédito, já que as taxas de juros estão declinando.
Há ativos estatais apetitosos em estágio de alienação: em junho passado, a Eletrosul e a Shangai Eletric Power assinaram acordo preliminar para a transferência de projetos de energia no Rio Grande do Sul (R$ 3,27 bilhões); em agosto passado, a Cemig abriu o período de informação para os interessados na compra de participação da estatal mineira na Light; está em curso pelo Governo de São Paulo o processo de venda de 40,6% no capital da CESP, onde abrirá mão do controle. Outros negócios estatais também são alvo de interesse pelo capital estrangeiro: Aeroporto de Congonhas e outros 13 terminais, Companhia Docas do Espírito Santo, Lotex, 49% de participação na Infraero (Guarulhos, Brasília, Galeão e Confins), 14 terminais portuários, Casa da Moeda, Usina Hidroelétrica de Jaguará, diversos blocos de exploração de petróleo e gás, Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais, Ceasa Minas, BR Distribuidora, Sabesp, Banco do Brasil, Banrisul, CEF, Eletrobras etc.
Pelo que se percebe, pelo menos em relação aos ativos do setor elétrico, a potencial compradora poderá ser a China Shenhua Group, classificada como a maior empresa de energia elétrica do mundo, avaliada em US$ 278 bilhões e possuidora de uma reserva de caixa monumental. Numa tentativa de aumentar a relevância do Yuan como moeda de reserva global (conversível) e devido a uma crescente demanda no Brasil por operações com a respectiva divisa, o governo chinês solicitou às autoridades brasileiras o início de estudos em parceria, objetivando criar uma Câmara de Compensação (Clearing House) para operar livremente a moeda chinesa no país, abrindo um amplo espaço para facilitar a compra de empresas brasileiras e ir diminuindo a dependência do uso do dólar e euro, nessas transações.
Crise para uns, oportunidade para outros. Um permanente e triste aprendizado, para uma Nação que insiste em não aprender com os próprios erros.
(*) Fernando Pinho é economista, pós-graduado em Psicologia Econômica pela PUC-SP e mestre em Finanças pela Universidade Mackenzie, palestrante e consultor financeiro da Prospering Consultoria.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

R$ 3 milhões para Santos e Guarujá

Divulgação            Cerimônia foi realizada no Palácio dos Bandeirantes

Nelson Tucci

O governador Geraldo Alckmin assinou, na semana passada, convênios do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito com os municípios de Santos e Guarujá para a destinação de R$ 3 milhões a serem investidos em ações com foco na redução de acidentes e mortes. O valor é proveniente de multas do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP).
A cerimônia foi realizada no Palácio dos Bandeirantes e reuniu prefeitos e secretários de trânsito de outras cinco cidades com as quais também foram firmados convênios: Americana, Assis, Bragança Paulista, Itu e Piracicaba. Na ocasião foram anunciados os últimos números do Infosiga-SP, que apontam uma queda de 12,2% nas mortes em acidentes de trânsito no mês de agosto. Ao todo, foram 430 ocorrências no Estado em agosto deste ano, contra 490 registradas no mesmo mês em 2016.
Cada município passa por uma análise que identifica as necessidades locais e, após, recebe recursos para realizar intervenções. “Temos a ferramenta Infomapa, que informa qual foi a localidade do acidente e aí permite uma intervenção mais cirúrgica, procurando corrigir aquele ponto”, falou o governador. Mais no link www.infosiga.sp.gov.br/InfoMapa

VENDAS – O estado de São Paulo, líder em financiamentos de veículos no Brasil, encerrou o mês de agosto com 142.063 unidades negociadas a crédito, registrando aumento de 16,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os dados incluem automóveis leves, motos e pesados, considerando unidades novas e usadas.
O levantamento é da B3, empresa resultante da combinação de atividades da BM&FBovespa, e a Cetip, maior depositária de títulos privados da América Latina. As vendas financiadas de automóveis leves somaram 122.729 unidades negociadas no mês de agosto, alta de 16,2% na comparação anual. Já as motos, que apresentaram avanço de 16,7% ante o mesmo mês de 2016, totalizaram 14.518 unidades financiadas.

Divulgação              Série 4 Cabrio Sport: motor carrega 252 cv

BMW – Dotado de esportividade, o novo BMW Série 4 Cabrio Sport 2017/2018 acaba de estrear nas concessionárias BMW do país. Entre as novidades, rodas de liga leve esportivas Star Spoke, de 19 polegadas; novos materiais de acabamento interno e itens inéditos, como faróis de LED e preparação para Apple CarPlay. O preço sugerido do BMW 430i Cabrio Sport é de R$ 294.950.
Sob o capô do Cabrio Sport existe um motor de quatro cilindros, 2.0 litros, com tecnologia TwinPower Turbo capaz de entregar 252 cv de potência, a 5.200 rpm, e torque máximo de 350 Nm, entre 1.450 e 4.800 rpm. E toda esta força pode ser percebida no momento em que se toca o pedal do acelerador, que precisa de apenas 6,3 segundos para levar o carro de 0 a 100 km/h. O conjunto motriz integra ainda a transmissão automática de oito marchas, com alavancas posicionadas atrás do volante para efetuar trocas de marcha, e tração traseira, um dos legados da marca bávara.

ESTÁGIO – A cervejaria Ambev, dona de marcas como Skol, Antarctica e Brahma, abre inscrições para a terceira edição de seu Marketing Challenge, uma maratona que busca encontrar estudantes que queiram fazer parte do time de marketing da mais premiada cervejaria do país.
Para participar do desafio, a companhia convoca cerca de 60 universitários para passar um final de semana em sua sede, na cidade de São Paulo. O principal objetivo do processo é proporcionar experiências que contribuam com o desenvolvimento de cada um dos participantes, além de identificar jovens talentos para compor o quadro de estagiários da Ambev.
O desafio será realizado nos dias 10, 11 e 12 de novembro. Universitários de qualquer curso podem se inscrever. Os requisitos básicos são: estar matriculado no penúltimo ou último ano da faculdade a partir de janeiro de 2018 e ter disponibilidade para estagiar na cidade de São Paulo. Para se inscrever, basta entrar no site www.mktchallenge.com.br até 22 de outubro.

EMPREGOS – O estado da Paraíba fechou agosto com um saldo positivo de 3.511 novos postos de trabalho, um crescimento de 0,90% em relação ao estoque do mês anterior. Foram 13.361 admissões e 9.850 desligamentos, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
O desempenho do mercado de trabalho da Paraíba em agosto foi puxado pela abertura de vagas no setor agropecuário, que registrou 2.349 novos postos, com crescimento de 21,98%.
No Rio Grande do Norte também houve a abertura de 3.241 novas vagas em agosto, um crescimento de 0,76% sobre o estoque do mês anterior. Foram 14.166 admissões e 10.925 desligamentos. O desempenho daquele estado também foi puxado pela abertura de vagas na indústria agropecuária, que registrou 2.495 novos postos, com crescimento de 15,99%. Também se destacaram os setores de Serviços, que abriu 596 novos postos de trabalho (+0,32%), e o da Construção Civil (0,72%).

Divulgação         Equipe da VW: presteza e alto grau de profissionalismo

PRÊMIO – A Volkswagen do Brasil acaba de ser reconhecida, pelo sétimo ano consecutivo, entre as “Empresas que Melhor se Comunicam com Jornalistas”, na categoria “Automotivo”. A Volkswagen venceu todas as sete edições já realizadas do prêmio. Promovido pela revista Negócios da Comunicação em parceria com o Cecom (Centro de Estudos da Comunicação), o reconhecimento é resultado de pesquisa realizada com 25 mil jornalistas de todo o Brasil, entres os meses de julho e agosto.
O diretor de Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa da Volkswagen do Brasil, André Senador, recebeu o troféu, acompanhado de outros integrantes da equipe de comunicação da empresa. “Visando comunicar as mensagens da Volkswagen e fortalecer a imagem da Marca, atuamos em conjunto com várias áreas da empresa para estabelecer um relacionamento de grande proximidade com os jornalistas. Neste ano, nosso principal objetivo tem sido assegurar uma percepção positiva sobre o Novo Polo, bem como transmitir ao público os conceitos da Nova Volkswagen”, disse ele.
“O objetivo do prêmio é reconhecer a qualidade do relacionamento que as companhias mantêm com os jornalistas e o mercado, além de ressaltar o nível de tratamento que elas conferem aos profissionais da imprensa quanto ao acesso, à disponibilização e à facilidade de apuração de informações empresariais, setoriais e gerais. Ao reconhecer e incentivar as empresas e suas assessorias de imprensa a manter um bom relacionamento com os jornalistas, o prêmio valoriza o papel dos profissionais da imprensa e contribui para uma informação de melhor qualidade e maior transparência na comunicação”, afirmou Márcio Cardial, publisher da revista Negócios da Comunicação e diretor geral do Cecom. Com auditoria da consultoria britânica BDO Brazil, o prêmio abrange empresas de 31 setores da economia.

COMEMORA – A Nissan Motor Co, Ltd. atingiu a marca de 150 milhões de veículos produzidos em todo o mundo. Desde o início de suas atividades, em 1933, a fabricante japonesa levou 73 anos para produzir seus primeiros 100 milhões de veículos e outros 11 anos para produzir as últimas 50 milhões de unidades.

HATCH – A Hyundai Motor Brasil celebra, neste mês, cinco anos do início da produção do HB20, modelo desenvolvido especialmente para o mercado brasileiro. Fabricado em Piracicaba (SP), o hatch se consolidou como o segundo veículo mais vendido do Brasil desde setembro de 2015 e já superou a marca de 800 mil unidades fabricadas.

Divulgação             Navios são conectados para melhorar performance

NAVIOS – A empresa de Dubai, Topaz Energy and Marine, assinou um contrato com a Orange Business Services para usar a solução Maritime Connect para conectar sua frota no mar e suportar a rede corporativa. A Topaz é uma companhia global de frotas offshore para a indústria de energia. A plataforma de comunicação integrada da Orange vai aumentar a eficiência da frota, reduzir custos e melhorar a experiência das equipes embarcadas, afirma porta-voz da companhia.
Com um contrato de três anos, a Orange vai conectar inicialmente 39 embarcações da Topaz e, até o fim de 2018, vai implementar a Maritime Connect em todas as demais da frota, compreendendo mais de 110 embarcações.
A plataforma Maritime Connect da Orange incorpora diversas conexões incluindo VSAT, terminais de banda-L, 3G/4G e wi-fi.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Caminhoneiro, riscos e oportunidades

Divulgação       Caminhoneiro: importância fundamental para o nosso país

Nelson Tucci

No último sábado, 16, comemorou-se o Dia do Caminhoneiro. Segundo dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), o país tem mais de 908.000 caminhoneiros com registro em carteira. O Ministério do Trabalho estima, no entanto, que o número represente menos da metade do total, considerando os trabalhadores autônomos. Instituída em 2009, a categoria tem sua data nacional celebrada no dia 16 de setembro.
“Esses trabalhadores têm uma importância fundamental para o nosso país. Eles são responsáveis por fazer o país andar e constituem um importante elo de geração de emprego e renda”, afirma o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Um fator preocupante relacionado à profissão é o número de acidentes de trabalho. De acordo com o Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho, de 2015, o setor apresenta, em média, 17.000 acidentes por ano. Embora o número seja expressivo, segue uma tendência de queda, juntamente com dados gerais de acidentes de trabalho no país.
Desde 13 de setembro, as empresas passaram a ter a obrigação de informar ao Caged a realização de exame toxicológico nos motoristas admitidos e demitidos. A Portaria nº 945, do Ministério do Trabalho, exige exames toxicológicos, realizados previamente à admissão e por ocasião do desligamento, quando se tratar de motorista profissional, assegurados o direito à contraprova em caso de resultado positivo e à confidencialidade dos resultados dos respectivos exames. Os exames são custeados pelas empresas e a regra vale para motoristas profissionais de veículos de pequeno e médio portes, de ônibus urbanos, metropolitanos e rodoviários e de cargas em geral.

Divulgação      Arteon: eleito o “Melhor dos Melhores” no Salão de Frankfurt

INOVAÇÃO – A marca Volkswagen venceu diversos prêmios por design e inovação, na semana que passou, no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt (IAA), na Alemanha. O destaque foi o título de "Marca Mais Inovadora de 2017", concedido pelos jurados do Prêmio Plus X à marca Volkswagen. O novo Arteon ficou em primeiro lugar no ranking “Melhor dos Melhores” na "Competição de Marcas Automotivas de 2017".
Klaus Bischoff, chefe de Design da Volkswagen, recebeu o prêmio principal, “Marca Mais Inovadora de 2017”, em nome da Volkswagen. O Prêmio Plus X é um dos maiores no segmento de inovação em tecnologia, esportes e estilo de vida no mundo inteiro. Ele é concedido às marcas em reconhecimento ao caráter qualitativo e inovador de seus produtos.
Além do prêmio principal, outros quatro modelos da fabricante, sediada em Wolfsburg, asseguraram diversos selos de aprovação vencendo como “produto do ano” em suas respectivas categorias no Prêmio Plus X: o I.D.Buzz ganhou como “Veículo Automotivo Conceitual do Ano 2017”; o Golf como “Sedã Compacto do Ano 2017”; o Atlas como "SUV do Ano 2017" e o Arteon como “Sedã do Ano 2017”.

Divulgação         Novo Polo GTI: 200 cv, velocidade máxima de 237 km/h

GTI – A identificação mais conhecida do mundo para carros compactos esportivos: GTI, ou Gran Turismo Injection, é sempre associada à Volkswagen. E um novo Volkswagen GTI está sendo lançado no mercado: o Novo Polo GTI, com potência de 200 cv, câmbio automático DSG e velocidade máxima de 237 km/h. Pela primeira vez a Volkswagen terá três modelos GTI em sua linha de modelos: o up! GTI (115 cv), o Golf GTI (230 cv e 245 cv) e o Novo Polo GTI. Uma característica de todos é a dinâmica perfeitamente equilibrada. Esse é o segredo da ideia do GTI - uma aliança de agilidade com alta potência, baixo peso, equipamento de rodagem conciso, mas confortável, tração dianteira com segurança e ótima ergonomia na posição dos assentos, por trás de um firme volante esportivo. A lém dessas características há a simbologia GTI, tal como a típica faixa vermelha na grade do radiador e a lendária forração 'Clark' dos assentos.
Existem cores de carros e há cores típicas para os GTIs. No Polo GTI há as clássicas branca, vermelha e preta. Além dessas, o Novo Polo também pode ser encomendado em cinza e azul. Um destaque em todos os GTIs é o interior customizado. Preto, vermelho, cinza e cromo dominam o visual interno.
Recentemente, os GTIs têm sido sempre movimentados por motores turbo com alto torque. No caso do novo Polo GTI, ele é um motor de dois litros a gasolina com injeção direta e potência de 200 cv. Ele desenvolve 8 cv mais que o 1.8 TSI do modelo anterior (192 cv). Isso significa que, como o Golf GTI, o novo Polo GTI estará pela primeira vez na categoria dos 2 litros turbo. O motor de 1.984 cm³ tem taxa de compressão de 11,65:1. A unidade no GTI entrega sua potência máxima entre 4.400 e 6.000 rpm.

RETOMADA – Depois de atingida por incêndio, a Marcopolo emitiu comunicado assinado por sua diretoria: “A Marcopolo S.A. informa que, a partir da próxima segunda-feira, dia 18 de setembro, retomará parcialmente suas atividades produtivas. A empresa definiu uma programação de produção para atender, da forma mais eficiente possível, os pedidos de seus clientes.
A companhia esclarece também que está concedendo férias a seus colaboradores em etapas a partir do dia 18, conforme o planejamento da produção. Essas medidas fazem parte das ações que a Marcopolo vem tomando para retomar totalmente as atividades produtivas, impactadas desde o evento ocorrido no último dia 3 de setembro em sua unidade Plásticos.
A Marcopolo está plenamente empenhada nesta retomada, e para isto conta com a compreensão de seus clientes e com o apoio e o engajamento de suas equipes internas e de seus fornecedores”.

ELÉTRICOS – A 13ª edição do Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias estará cheia de atrações ao público, nesta semana. Entre quinta-feira e sábado, no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo (SP), os visitantes da área de exposição poderão participar de atividades que incluem pilotar carros movidos a eletricidade, conversar com proprietários dos veículos movidos a essa tecnologia e, também, se sentir dentro de uma competição automobilística.
Em um dos espaços será possível realizar um test drive com os veículos Renault Twizy, BMW i3, Volvo XC90 T8 Hybrid e e-Tech. Em outras das três pistas, o público encontra ainda a “Brinquedoteca”, com motos, bicicletas, skates, e hoverboards, todos elétricos, para o deleite do público, sobretudo para as famílias se divertirem juntas. Em uma terceira área, a Segway, fabricante de hoverboards, propõe uma brincadeira com o público, ao transformar um de seus veículos em um robô para interação com os visitantes.
Já no estande da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) será possível ter um momento de piloto profissional no simulador de Fórmula E, competição exclusiva para veículos elétricos. Como a cabine possui tamanho real, o visitante poderá se sentir dentro de uma competição de verdade. O Salão deverá contar com mais de 50 estandes e trará grandes novidades em mobilidade híbrida e elétrica de veículos pesados, leves e levíssimos, além de componentes e infraestrutura.

Divulgação                  Peugeot aumenta a linha dos comerciais leves

EXPERT – Após concretizar a reestruturação de sua rede de concessionários e oferecer moderna gama de veículos de passeio, a Peugeot avança com sua estratégia de desenvolvimento, agora no segmento de veículos comerciais leves. A marca, que já conta com a Partner, agora lança no Brasil uma nova geração de veículo utilitário: a Peugeot Expert. Projeto em linha com o modelo europeu, utiliza a mesma plataforma do SUV Peugeout 3008.

Divulgação                  Chassis para micro-ônibus chegarão ao Chile

CHILE – A Agrale está finalizando as primeiras 30 unidades do chassi modelo MA 9.2 montado exclusivamente para atender ao mercado chileno, e nos próximos meses conclui a produção de um lote de 70 unidades. Os chassis foram adquiridos pela Comercial Motores de Los Andes S.A., distribuidor Agrale no Chile, e serão utilizados como micro-ônibus para transporte urbano e rural (taxi bus) por diversas empresas naquele país.
Nesse caso, o chassi modelo MA 9.2 foi customizado, tornando-o recomendado às necessidades do mercado chileno. Ele será equipado com caixa mecânica ZF, motor Cummins ISF 3.8 (162 cv) e eixo de tração Meritor.

DIVÓRCIO – A Honda e a McLaren anunciaram a decisão de interromper sua parceria para o Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA (Fédération Internationale de l'Automobile) no final da temporada de 2017. A parceria teve início desde que o time voltou às corridas de F1 em 2015 e continuará nas provas restantes até o final da temporada de 2017.
Takahiro Hachigo, presidente da Honda Motor, disse: "Infelizmente tivemos que nos separar da McLaren antes de cumprir as nossas ambições. No entanto, tomamos a decisão com a crença de que este é a melhor escolha para o futuro de ambos. Em nome da Honda, gostaria de expressar minha sincera gratidão aos fãs que apoiaram muito a equipe, bem como os pilotos, membros da equipe e todos os envolvidos que compartilhavam conosco as alegrias e decepções desde que começamos a preparar nosso retorno para a F1 em 2015. A Honda continuará a disputa junto com a McLaren até o final da temporada de 2017. E, depois, continuará suas atividades de corrida de F1 em 2018 e adiante”.
Shaikh Mohammed bin Essa Al Khalifa, presidente executivo e diretor executivo do grupo McLaren, comentou: “A Honda é uma ótima empresa que, como a McLaren, está na Fórmula 1 para ganhar. Embora nossa parceria não tenha produzido o sucesso desejado, isso não diminui a grande história que nossas duas empresas desfrutaram juntas, nem nossos esforços contínuos para alcançar o sucesso na Fórmula 1. Neste ponto, é no melhor interesse de ambas as empresas, que buscamos nossas ambições de corrida separadamente”.

Divulgação       Marcelo: consolidação da Warehouse Management

ARTIGO
A revolução digital e a cadeia produtiva
Por Marcelo Martin (*)

No dinâmico mundo das operações dentro das empresas o futuro já está presente. A Internet das Coisas chegou e começa a ocupar lugar de destaque em toda a cadeia produtiva.
Além da interação homem-máquina, implantada há algum tempo por meio de softwares avançados, a interação entre as peças a serem agregadas ao produto final e o processo necessário para esta ação atualmente também “conversam” entre si.
O Warehouse Management já se consolidou nas empresas, portanto a garantia da disponibilidade de peças e sua correta alocação nos depósitos não é motivo de preocupação.
Agora o processo produtivo começa a se conectar com essa base de dados e realiza a chamada das peças no tempo correto.
Depois de agregadas ao produto final, este, por sua vez, envia informações necessárias para sua rastreabilidade, bem como faz a conexão com o sistema de entrega até o cliente final.
Os equipamentos consequentemente avaliam sua performance e informam antecipadamente problemas que possam ocorrer, enviando as informações ao sistema de gerenciamento de manutenção que emite ordens de compra de peças de reposição no tempo adequado.
Como base de apoio para o desenvolvimento dessa realidade, a digitalização tem lugar de destaque no planejamento e simulação de todas as interfaces do processo produtivo.
A fábrica virtual tem o percurso entre a concepção e sua aplicação cada vez mais reduzido, comprovando a necessidade de atualização das cadeias como forma de reduzir custos e potencializar a produtividade.
Esse cenário nos processos operacionais é observado em muitos países desenvolvidos em maior ou menor grau, dependendo dos investimentos realizados para adequar recursos.
No Brasil, também em grau infelizmente menor, se observam tais práticas em algumas indústrias e segmentos. Pelos investimentos e interfaces indispensáveis à concretização desse panorama dificilmente veremos em curto espaço de tempo a abrangência que todas as tecnologias juntas podem alcançar.
Como exemplo de ações em prática nas indústrias brasileiras a questão do Warehouse Management é bastante conhecida e utilizada, bem como a interface entre equipamentos dedicados ao processo produtivo. Sistemas de aparafusamento com rastreabilidade há muito habitam nossas linhas de produção.
Contudo, certamente a infraestrutura de Internet no Brasil ainda pode ser um fator crítico no desenvolvimento e aprimoramento das interfaces. Em qualquer segmento que se queira apontar, a idade média dos equipamentos na maioria das empresas também poderá restringir suas interconexões.
A questão dos investimentos também é um fator a ser analisado na efetividade das ações, embora na existência de uma infraestrutura adequada os valores requeridos não sejam de grande monta. Sensores e hardware são encontrados com preço acessível e muitas software houses conseguem desenvolver boas soluções de integração.
Dada a sua importância, esse é precisamente o tema a ser discutido por especialistas no Painel de Manufatura e Logística do Congresso SAE BRASIL, em novembro próximo, que certamente nos trará uma visão bem diferente do futuro em que nos acostumamos a pensar.
(*) Marcelo Martin é co-chairperson do Comitê Manufatura, Logística e Qualidade do Congresso SAE Brasil 2017.

Nelson Tucci é editor de Veículos & Negócios, do Jornal PERSPECTIVA.
Leia também no site www.jornalperspectiva.com.br